Pimenta: Lula foi condenado com base em matéria de jornal

"Pra condenar Lula a #LavaJato usou uma matéria de jornal baseada em um boato. Agora o mundo inteiro sabe que juiz e procurador do caso não apenas atuaram em conluio, mas fizeram isso com finalidades políticas", criticou o líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS)

(Foto: Michel Jesus - Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS), criticou a Operação Lava Jato pela condenação sem provas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo do triplex em Guarujá (SP). 

"Pra condenar Lula a #LavaJato usou uma matéria de jornal baseada em um boato. Agora o mundo inteiro sabe que juiz e procurador do caso não apenas atuaram em conluio, mas fizeram isso com finalidades políticas", escreveu o parlamentar no Twitter.

A matéria de 2010 citada pelo parlamentar é intitulada "Triplex do casal Lula está atrasado".

Lula foi acusado de ter recebido um apartamento como propina de R$ 3,7 milhões da OAS em troca de contratos entre a empresa e a Petrobrás. Mas o ex-presidente nunca dormiu nem tinha a chave do imóvel.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247