Pimenta sugere delação premiada para Dallagnol e Erika Marena

O deputado ainda pediu a prisão do procurador e da delegada: "O que mais precisa aparecer?"

Paulo Pimenta, Erika Marena e Deltan Dallagnol
Paulo Pimenta, Erika Marena e Deltan Dallagnol (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) foi ao Twitter nesta terça-feira (23) pedir a prisão do ex-chefe da Lava Jato de Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol, e de Erika Marena, delegada da Polícia Federal acusada de forjar e assinar depoimentos que jamais ocorreram na operação.  

O parlamentar inclusive sugeriu que as partes contratem advogados e que tentem negociar delações premiadas para entregar seus comparsas e revelar quem "financiou" a força-tarefa.

"O que mais precisa aparecer de fatos estarrecedores para que a delegada Erika Marena e o procurador Deltan Dallagnol sejam presos? Eu sugiro que contratem advogados e tentem uma delação premiada.  Os dois sabem muito e podem ajudar a capturar toda quadrilha e quem financiou!", escreveu Pimenta.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email