PPS pede demissão do ministro do Trabalho

Líder do partido na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR) entrou com representação na Comissão de Ética Pública da Presidência da República exigindo o imediato afastamento do ministro Manoel Dias, alvo de investigação da Polícia Federal; "O Palácio do Planalto precisa demiti-lo o mais rápido possível", declarou Bueno

Líder do partido na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR) entrou com representação na Comissão de Ética Pública da Presidência da República exigindo o imediato afastamento do ministro Manoel Dias, alvo de investigação da Polícia Federal; "O Palácio do Planalto precisa demiti-lo o mais rápido possível", declarou Bueno
Líder do partido na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR) entrou com representação na Comissão de Ética Pública da Presidência da República exigindo o imediato afastamento do ministro Manoel Dias, alvo de investigação da Polícia Federal; "O Palácio do Planalto precisa demiti-lo o mais rápido possível", declarou Bueno (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Líder do PPS na Câmara, o deputado federal Rubens Bueno (PR) entrou com representação na Comissão de Ética Pública da Presidência da República exigindo o imediato afastamento do ministro do Trabalho, Manoel Dias. A ação foi protocolada na tarde desta quinta-feira 6.

De acordo com a Polícia Federal, há fortes indícios da participação de Manoel Dias em um esquema de contratação de militantes do PDT como empregados fantasmas de uma empresa contratada pela pasta. A PF pediu ao Supremo Tribunal Federal a abertura de uma investigação contra o ministro.

Segundo Rubens Bueno, as denúncias e a solicitação de investigação por parte da PF já são suficientes para que o governo demita o ministro. Segundo ele, há "frouxidão" por parte da presidente Dilma Rousseff em mantê-lo no cargo. "O Palácio do Planalto precisa demiti-lo o mais rápido possível. Acredito que a justiça dará a resposta necessária para o caso, mas isso pode demorar", comentou o deputado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email