Preso mais um auditor pelo Gaeco em Londrina

O auditor da Delegacia da Receita Estadual de Londrina, Ricardo de Freitas, foi preso pelo Gaeco (Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado) como desdobramento da Operação Publicano; na residência do acusado, em Londrina, foram apreendidos R$ 13,3 mil e US$ 1,4 mil em espécie; o Gaeco informa que duas pessoas estão foragidas, portanto, a operação ainda não foi finalizada

O auditor da Delegacia da Receita Estadual de Londrina, Ricardo de Freitas, foi preso pelo Gaeco (Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado) como desdobramento da Operação Publicano; na residência do acusado, em Londrina, foram apreendidos R$ 13,3 mil e US$ 1,4 mil em espécie; o Gaeco informa que duas pessoas estão foragidas, portanto, a operação ainda não foi finalizada
O auditor da Delegacia da Receita Estadual de Londrina, Ricardo de Freitas, foi preso pelo Gaeco (Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado) como desdobramento da Operação Publicano; na residência do acusado, em Londrina, foram apreendidos R$ 13,3 mil e US$ 1,4 mil em espécie; o Gaeco informa que duas pessoas estão foragidas, portanto, a operação ainda não foi finalizada (Foto: Leonardo Lucena)

Blog do Esmael - O auditor da Delegacia da Receita Estadual de Londrina, Ricardo de Freitas, foi preso esta manhã pelo Gaeco (Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado) como desdobramento da Operação Publicano.

Na residência do acusado, em Londrina, foram apreendidos R$ 13,3 mil e US$ 1,4 mil em espécie.

Segundo revelação do jornalista Fábio Silveira, do blog Baixo Clero, ganha R$ 31,7 mil por mês.

O Gaeco informa que duas pessoas estão foragidas, portanto, a operação desta sexta-feira (27) ainda não foi finalizada.

A Operação Publicano investiga uma rede de propina envolvendo fiscais e funcionários da Receita Estadual de Londrina e alto escalão do órgão em Curitiba.

Os promotores do Ministério Público veem relação do esquema com o primo do governador Beto Richa (PSDB), o lobista Luiz Abi Antoun, solto depois de uma semana preso. O parente do tucano é apontado como "chefe da quadrilha" que atuava no governo do estado.

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247