Bolsonaro faz intervenção na UFRGS e nomeia como reitor professor que perdeu eleição interna

Jair Bolsonaro nomeou o professor Carlos André Bulhões Mendes como reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Aliado do deputado Bibo Nunes (PSL-RS), o docente foi o último colocado da lista tríplice em consulta interna da universidade. É "o fim da democracia interna das universidades", criticou a ex-deputada Manuela D'Ávila (PCdoB)

Carlos André Bulhões Mendes
Carlos André Bulhões Mendes (Foto: Karine Viana/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro nomeou o professor Carlos André Bulhões Mendes como reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O docente foi o último colocado da lista tríplice em consulta interna da universidade. A nomeação contrariou a autonomia universitária, que tradicionalmente elege o reitor mais votado das eleições. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (16).

O reitor é aliado do deputado federal Bibo Nunes (PSL-RS), um dos mais próximos de Bolsonaro. O parlamentar já havia anunciado, na última quinta-feira (10), que Bulhões seria o novo reitor da UFRGS, declaração feita antes mesmo da escolha de Bolsonaro.

A ex-deputada federal Manuela D'Ávila (PCdoB) criticou "o fim da democracia interna das universidades". "A nomeação de quem PERDEU a eleição para reitor da UFRGS é um absurdo!", disse.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247