‘Que a Justiça cuide da corrupção. A nós cabe a defesa das Diretas Já’

Pelo Twitter, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) afirmou que "corda que mantém Temer no governo é tão forte quanto as emendas que libera e quanto a manutenção nos cargos dos indicados por parlamentares"; "Em 'cognição sumária' a justiça que cuide da corrupção, cabe a nós a defesa dos trabalhadores, do povo e do Estado Social. Diretas já!", afirmou o parlamentar

Plenário do Senado durante Sessão deliberativa ordinária.

Em discurso, senador Roberto Requião (PMDB-PR)

Foto: Moreira Mariz/Agência Senado
Plenário do Senado durante Sessão deliberativa ordinária. Em discurso, senador Roberto Requião (PMDB-PR) Foto: Moreira Mariz/Agência Senado (Foto: Leonardo Lucena)

Paraná 247 - Pelo Twitter, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) afirmou que "corda que mantém Temer no governo é tão forte quanto as emendas que libera e quanto a manutenção nos cargos dos indicados por parlamentares".

"Em 'cognição sumária' a justiça que cuide da corrupção, cabe a nós a defesa dos trabalhadores, do povo e do Estado Social. Diretas já!", afirmou o parlamentar. Pesquisa feita por 247 com 5,7 internautas apontou que 98,5% dos brasileiros defendem eleição direta para presidente da República (veja aqui).

Na avaliação do congressista, um dos políticos mais críticos ao governo de Michel Temer, a intensidade da manifestação do dia 24 em Brasília "dará a velocidade dos acontecimentos daqui para a frente".

Conforme delação dos donos da JBS, os empresários Joesley Batista e seu irmão Wesley. Os delatores afirmaram que Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS).

Depois, o parlamentar foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. O empresário disse a Temer que estava dando ao ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer, gravado, incentivou: "Tem que manter isso, viu?". O teor das delações foi publicado pelo colunista Lauro Jardim, do Globo.

Em nota, na semana passada, Temer negou irregularidades e, em pronunciamento neste sábado (20), o peemedebista disse que a gravação foi manipulada.

Segundo a Agência Reuters, a defesa dw Temer comunicou nesta segunda-feira (20) ao gabinete do ministro relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, que não vê mais necessidade de julgamento do pedido de suspensão do inquérito que corre contra ele.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247