Requião: Geddel acusado de interferir no espigão sai, Serra acusado de receber R$ 23 milhões fica?

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) não poupou os tucanos ao criticar a seletividade da mídia nos casos de corrupção envolvendo o governo Michel Temer (PMDB); "Geddel acusado de interferir em espigão sai, o outro acusado de receber US$ 23 mi fica?", fuzilou o parlamentar ao referir-se à queda do ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e a permanência "intacta" do ministro do PSDB José Serra (Relações Exteriores), mesmo acusado de ser beneficiado por propina de R$ 23 milhões da Odebrecht

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) não poupou os tucanos ao criticar a seletividade da mídia nos casos de corrupção envolvendo o governo Michel Temer (PMDB); "Geddel acusado de interferir em espigão sai, o outro acusado de receber US$ 23 mi fica?", fuzilou o parlamentar ao referir-se à queda do ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e a permanência "intacta" do ministro do PSDB José Serra (Relações Exteriores), mesmo acusado de ser beneficiado por propina de R$ 23 milhões da Odebrecht
Senador Roberto Requião (PMDB-PR) não poupou os tucanos ao criticar a seletividade da mídia nos casos de corrupção envolvendo o governo Michel Temer (PMDB); "Geddel acusado de interferir em espigão sai, o outro acusado de receber US$ 23 mi fica?", fuzilou o parlamentar ao referir-se à queda do ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e a permanência "intacta" do ministro do PSDB José Serra (Relações Exteriores), mesmo acusado de ser beneficiado por propina de R$ 23 milhões da Odebrecht (Foto: Aquiles Lins)

Paraná 247 - O senador Roberto Requião (PMDB-PR) não poupou os tucanos ao criticar a seletividade da mídia nos casos de corrupção envolvendo o governo Michel Temer (PMDB).

"Geddel acusado de interferir em espigão sai, o outro acusado de receber US$ 23 mi fica?", fuzilou o parlamentar ao referir-se à queda do ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e a permanência "intacta" do ministro do PSDB José Serra (Relações Exteriores), mesmo acusado de ser beneficiado por propina de R$ 23 milhões da Odebrecht.

Pelo Twitter, Requião repetiu a importante e pertinente observação: “Geddel acusado de interferir em espigão sai, o outro acusado de receber us$ 23 mi fica? PSDB intocável”. (Com informações do Blog do Esmael)

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247