Requião: manifestações desta terça serão o “grito da nacionalidade”

Em vídeo, o senador Roberto Requião (MDB-PR) afirma que os protestos serão contra o entreguismo e a precarização do trabalho; segundo o congressista, nas mobilizações será exigido que "nas próximas eleições o presidente eleito seja o que vai convocar um referendo revogatório" contra as medidas do governo Michel Temer, que está transformando o Brasil em um País de "segunda categoria"; "Teremos o maior primeiro de maio da história do País"; assista

Em vídeo, o senador Roberto Requião (MDB-PR) afirma que os protestos serão contra o entreguismo e a precarização do trabalho; segundo o congressista, nas mobilizações será exigido que "nas próximas eleições o presidente eleito seja o que vai convocar um referendo revogatório" contra as medidas do governo Michel Temer, que está transformando o Brasil em um País de "segunda categoria"; "Teremos o maior primeiro de maio da história do País"; assista
Em vídeo, o senador Roberto Requião (MDB-PR) afirma que os protestos serão contra o entreguismo e a precarização do trabalho; segundo o congressista, nas mobilizações será exigido que "nas próximas eleições o presidente eleito seja o que vai convocar um referendo revogatório" contra as medidas do governo Michel Temer, que está transformando o Brasil em um País de "segunda categoria"; "Teremos o maior primeiro de maio da história do País"; assista (Foto: Leonardo Lucena)

Paraná 247 - O senador Roberto Requião (MDB-PR) afirma que os protestos previstos para esta terça-feira (1) serão o "grito da nacionalidade", de manifestações contra o entreguismo e a precarização do trabalho, contra entrega do petróleo, da Petrobras, em defesa do trabalhadores, das conquistas sociais e dos empresários brasileiros".

O parlamentar afirmou que o Brasil está sendo transformado em um País de "segunda categoria". "Os brasileiros não toleram o que está acontecendo", acrescentou.

Segundo o congressista, nas mobilizações desta terça será exigido que "nas próximas eleições o presidente eleito seja o que vai convocar um referendo revogatório" contra as medidas entreguistas e as que ferem dos direitos dos trabalhadores. "Teremos o maior primeiro de maio da história do País", disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247