Requião: presidenciáveis não entusiasmam eleitor

“Falta um projeto que me empolgue, que me faça participar dessa campanha com o mesmo entusiasmo que participei de campanhas anteriores”, disse o senador Roberto Requião (PMDB-PR)  

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) pede à Câmara dos Deputados que coloque logo em votação seu projeto de lei com novas regras para o direito de resposta a quem se sentir ofendido ou caluniado por informações divulgados pelos veículos de comunicação
Senador Roberto Requião (PMDB-PR) pede à Câmara dos Deputados que coloque logo em votação seu projeto de lei com novas regras para o direito de resposta a quem se sentir ofendido ou caluniado por informações divulgados pelos veículos de comunicação (Foto: Roberta Namour)

Agência Senado - O senador Roberto Requião (PMDB-PR) lamentou, nesta segunda-feira (2), o que considera a ausência, nas eleições presidenciais de 2014, de candidatos que ofereçam propostas concretas capazes de entusiasmar o eleitor.

Requião leu texto do presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Benjamim Steinbruch, em que o empresário afirma que quem tem a pretensão de governar o país precisa dizer quais são os planos para o futuro e faz uma série de perguntas aos pré-candidatos às eleiçõespresidenciais envolvendo metas para o crescimento econômico e para a geração de empregos, política de juros e ações para educação, saúde e segurança.

No texto, Benjamim destaca que não adianta os candidatos se limitarem a defender programas voltados para a distribuição de renda, como o Bolsa Família. Para ele, é preciso dizer claramente que políticas sociais serão adotadas e como se pretende alcançar uma sociedade cada vez mais igualitária.

Roberto Requião disse concordar com a opinião do empresário, mas lamentou a falta de candidatos com essas características.

- Falta um projeto que me empolgue, que me faça participar dessa campanha com o mesmo entusiasmo que participei de campanhas anteriores.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247