Requião: Serra doou Alcântara e foi rejeitado por Trump

O senador Roberto Requião escreveu em seu Twitter sobre a saída de José Serra (PSDB) do governo federal. "A doença de Serra chama-se "mal de doação de Alcântara" cumulada com rejeição de Trump. Tudo agravado com pouca exposição a mídia. MORTAL!", postou o parlamentar paranaense; em janeiro deste, a revista Carta Capital mostrou que Michel Temer e José Serra retomaram as negociações com os Estados Unidos para entregar a Base de Alcântara aos americanos; Requião ainda ironizou mais: "Na atual conjuntura Frota seria um adequado Ministro de relações exteriores", postando uma foto de Frota trajando um vestido de noiva

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) pede votação do projeto que facilita o pagamento das dívidas de estados e municípios com a União (PLC 99/13)
Senador Roberto Requião (PMDB-PR) pede votação do projeto que facilita o pagamento das dívidas de estados e municípios com a União (PLC 99/13) (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - O senador Roberto Requião escreveu em seu Twitter sobre a saída de José Serra (PSDB) do governo federal. "A doença de Serra chama-se "mal de doação de Alcântara" cumulada com rejeição de Trump. Tudo agravado com pouca exposição a mídia. MORTAL!", postou o parlamentar paranaense.

Em janeiro deste, a revista Carta Capital mostrou que Michel Temer e José Serra retomaram as negociações com os Estados Unidos. "Brasil e Estados Unidos retomaram secretamente as negociações de um acordo sobre o uso de uma base militar brasileira no Maranhão para o lançamento de foguetes norte-americanos. Encerradas em 2003, início do governo Lula, as conversas voltaram por iniciativa do ministro das Relações Exteriores, José Serra", informou André Barrocal.

Requião ainda ironizou mais: "Na atual conjuntura Frota seria um adequado Ministro de relações exteriores", postando uma foto de Frota trajando um vestido de noiva.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247