Requião: Temer entrega o pré-sal e castiga o povo

Senador Roberto Requião (MDB-PR) criticou o aumento da gasolina e a entrega da exploração do pré-sal para estrangeiros; "Quando o brasil descobriu o pré-sal e desenvolve a tecnologia de exploração deveria entrar para o clube dos maiores produtores de petróleo do mundo. O pré-sal tem custo de extração mínimo. Teríamos a gasolina e o diesel mais baratos do mundo", disse; Requião afirmou que o governo Temer "está chegando ao fim este governo" e criticou a pré-candidatura do ex-ministro Henrique Meirelles; "A base do PMDB em todo o Brasil vai ter força para reverter este processo e lançar um candidato com programa nacionalista"; vídeo

Senador Roberto Requião (MDB-PR) criticou o aumento da gasolina e a entrega da exploração do pré-sal para estrangeiros; "Quando o brasil descobriu o pré-sal e desenvolve a tecnologia de exploração deveria entrar para o clube dos maiores produtores de petróleo do mundo. O pré-sal tem custo de extração mínimo. Teríamos a gasolina e o diesel mais baratos do mundo", disse; Requião afirmou que o governo Temer "está chegando ao fim este governo" e criticou a pré-candidatura do ex-ministro Henrique Meirelles; "A base do PMDB em todo o Brasil vai ter força para reverter este processo e lançar um candidato com programa nacionalista"; vídeo
Senador Roberto Requião (MDB-PR) criticou o aumento da gasolina e a entrega da exploração do pré-sal para estrangeiros; "Quando o brasil descobriu o pré-sal e desenvolve a tecnologia de exploração deveria entrar para o clube dos maiores produtores de petróleo do mundo. O pré-sal tem custo de extração mínimo. Teríamos a gasolina e o diesel mais baratos do mundo", disse; Requião afirmou que o governo Temer "está chegando ao fim este governo" e criticou a pré-candidatura do ex-ministro Henrique Meirelles; "A base do PMDB em todo o Brasil vai ter força para reverter este processo e lançar um candidato com programa nacionalista"; vídeo (Foto: Leonardo Lucena)

Paraná 247- O senador Roberto Requião (MDB-PR) criticou o aumento da gasolina e a entrega da exploração do pré-sal para estrangeiros.

"Quando o brasil descobriu o pré-sal e desenvolve a tecnologia de exploração deveria entrar para o clube dos maiores produtores de petróleo do mundo. O pré-sal tem custo de extração mínimo. Teríamos a gasolina e o diesel mais baratos do mundo", disse.

Desde o início da política de reajustes diários dos preços dos derivados de petróleo, em 3 de julho do ano passado, a Petrobras aumentou o preço do óleo diesel em suas refinarias 121 vezes, alta de 56,5%, de acordo com o Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE). Em pouco mais de dez meses, o litro do produto passou de R$ 1,5006 para R$ 2,3488.

"Mas, paralelamente, à entrega do pré-sal o governo eliminou R$ 1 trilhão de impostos. O pré-sal está sendo extraído sem que o Brasil se aproprie desta vantagem, mas colocam um bando de doidos na Petrobras e eles transformam o petróleo brasileiro numa commoditie, como se fosse trigo, soja. O principal acionista da Petrobras é o Brasil. São os brasileiros, mas isso virou uma doidice. Não podemos aceitar este tipo de manejo econômico do País que não tem ligação com a moral, e coma  ética, com o respeito ao povo", acrescentou.

De acordo com o parlamentar, "está chegando ao fim este governo. E ainda lançam Meirelles como candidato. O meu PMDB não é isso. É o PMDB desenvolvimentista, nacionalista. A base do PMDB em todo o Brasil vai ter força para reverter este processo e lançar um candidato com programa nacionalista, desenvolvimentista, a favor do povo e da soberania do Brasil", disse o parlamentar.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247