Secretário da Fazenda de Luiziana é assassinado

O secretário da Fazenda de Luiziana, no centro-oeste do Paraná, Lindolfo Ângelo Cardoso foi assassinado por dois homens, que invadiram a casa dele; o secretário tinha 31 anos, e ainda não sabe a motivação do crime; os criminosos fugiram sem roubar nada

O secretário da Fazenda de Luiziana, no centro-oeste do Paraná, Lindolfo Ângelo Cardoso foi assassinado por dois homens, que invadiram a casa dele; o secretário tinha 31 anos, e ainda não sabe a motivação do crime; os criminosos fugiram sem roubar nada
O secretário da Fazenda de Luiziana, no centro-oeste do Paraná, Lindolfo Ângelo Cardoso foi assassinado por dois homens, que invadiram a casa dele; o secretário tinha 31 anos, e ainda não sabe a motivação do crime; os criminosos fugiram sem roubar nada (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - O secretário da Fazenda de Luiziana, no centro-oeste do Paraná, Lindolfo Ângelo Cardoso foi assassinado na noite de domingo (18) por dois homens, que invadiram a casa dele. O secretário tinha 31 anos, e ainda não sabe a motivação do crime.

A Polícia Militar informou que dois homens armados pularam o muro e invadiram a casa do secretário por volta das 21h. Os suspeitos atiraram e os disparos atingiram o ombro e as costas da vítima. Os criminosos fugiram sem roubar nada.

Cardoso foi levado a um hospital de Campo Mourão, mas sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu. Ele deixa a esposa e um filho de três anos.

O prefeito Mauro Slongo (PDT) decretou luto oficial, e por isso, nesta segunda-feira as escolas municipais estarão fechadas.

A Polícia Civil está investigando o caso. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email