“Será que Flavio e Jair Bolsonaro irão ao enterro?”, questiona policial

"Será que o Flávio e o Jair Bolsonaro irão ao enterro do amigo miliciano Adriano da Nóbrega? Sérgio Moro deve estar triste também, não tinha colocado ele como um dos criminosos mais procurados do país e mesmo assim ele foi localizado. Se bem que foi uma bela queima de arquivo...", escreveu o policial Leonel Radde no Twitter

(Foto: Esq.: ABR)

247 - Membro da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Leonel Radde fez ironias à com a morte de Adriano da Nóbrega Silva por causa da ligação do miliciano com a família Bolsonaro. O ex-capitão do Bope foi morto neste domingo (9) em troca de tiros com a polícia na Bahia. Ele é suspeito de envolvimento com a morte da ex-vereadora Marielle Franco (PSOL) e foi citado em investigações do Ministério Público (MP-RJ) sobre um esquema de corrupção no gabinete do atual senador Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

"Será que o Flávio e o Jair Bolsonaro irão ao enterro do amigo miliciano Adriano da Nóbrega? Sérgio Moro deve estar triste também, não tinha colocado ele como um dos criminosos mais procurados do país e mesmo assim ele foi localizado. Se bem que foi uma bela queima de arquivo...", escreveu o policial no Twitter.

Parentes do miliciano trabalharam no gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj. Outro detalhe é que, em 2005, o então deputado Jair Bolsonaro defendeu Adriano, acusado de homicídio, e disse que o ex-militar era um “brilhante oficial”.

 

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247