Sob gritos de ‘tchau, querido’, Cunha passa por exames e vê prisão absurda

Ex-deputado passou por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba nesta manhã; ao chegar ao local, disse "bom dia" aos jornalistas; e ao sair, depois de cerca de oito minutos, voltou a classificar como "absurda" a decisão de prendê-lo; "Isso é uma decisão absurda"; ele ouviu de prédios vizinhos gritos como "entrega todo mundo" e "tchau, querido"

Ex-deputado passou por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba nesta manhã; ao chegar ao local, disse "bom dia" aos jornalistas; e ao sair, depois de cerca de oito minutos, voltou a classificar como "absurda" a decisão de prendê-lo; "Isso é uma decisão absurda"; ele ouviu de prédios vizinhos gritos como "entrega todo mundo" e "tchau, querido"
Ex-deputado passou por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba nesta manhã; ao chegar ao local, disse "bom dia" aos jornalistas; e ao sair, depois de cerca de oito minutos, voltou a classificar como "absurda" a decisão de prendê-lo; "Isso é uma decisão absurda"; ele ouviu de prédios vizinhos gritos como "entrega todo mundo" e "tchau, querido" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 – Preso nesta quarta-feira, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) passou por exames de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba na manhã desta quinta.

Ao chegar ao local, ele disse aos jornalistas: "um bom dia para vocês". Ao sair, voltou a classificar como "absurda", como feito em nota ontem, a decisão do juiz Sérgio Moro de mandar prendê-lo: "Isso é uma decisão absurda".

Cunha passou cerca de oito minutos no IML. Ele ouviu gritos de pessoas em prédios vizinhos para "entregar todo mundo" e ainda "tchau, querido!". Em seguida, ele voltou para a Superintendência da Polícia Federal na capital do Paraná, onde está preso.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247