Trompetista toca música de Lula no MPF e na Justiça Federal do Paraná

 Um novo protesto para denunciar a condição de preso político do ex-presidente Lula foi feito no fim da tarde desta quarta-feira, 2, em Curitiba, em frente ao prédio da Justiça Federal e do Ministério Público Federal; trompetista conhecido como Fabiano Leitão tocou a música "Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula", que ficou conhecida durante os manifestos contra a prisão do líder petista, em 7 de abril

 Um novo protesto para denunciar a condição de preso político do ex-presidente Lula foi feito no fim da tarde desta quarta-feira, 2, em Curitiba, em frente ao prédio da Justiça Federal e do Ministério Público Federal; trompetista conhecido como Fabiano Leitão tocou a música "Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula", que ficou conhecida durante os manifestos contra a prisão do líder petista, em 7 de abril
 Um novo protesto para denunciar a condição de preso político do ex-presidente Lula foi feito no fim da tarde desta quarta-feira, 2, em Curitiba, em frente ao prédio da Justiça Federal e do Ministério Público Federal; trompetista conhecido como Fabiano Leitão tocou a música "Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula", que ficou conhecida durante os manifestos contra a prisão do líder petista, em 7 de abril (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - Um novo protesto para denunciar a condição de preso político do ex-presidente Lula foi feito no fim da tarde desta quarta-feira, 2, em Curitiba, em frente ao prédio da Justiça Federal e do Ministério Público Federal.

O trompetista conhecido como Fabiano Leitão tocou a música "Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula", que ficou conhecida durante os manifestos contra a prisão do líder petista, em 7 de abril. Em vídeo divulgado nas redes sociais, vários funcionários do MPF aparecem nas janelas para ouvir a música.

Assista:

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247