Tucano acusado de “calote” quer assumir Ferroeste S/A

Deputado federal Alfredo Kaefer (PSDB) está lutando para assumir a presidência da Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste S/A), uma empresa de economia mista que tem o governo do Paraná como acionista majoritário; Kaefer foi acusado de "caloteiro" em reportagem da IstoÉ; segundo o texto, o parlamentar é alvo de ação penal no STF por fraude financeira, pois ele teria acumulado fortuna graças a calotes aplicados em credores e feito manobras no patrimônio familiar para escapar à Justiça

Deputado federal Alfredo Kaefer (PSDB) está lutando para assumir a presidência da Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste S/A), uma empresa de economia mista que tem o governo do Paraná como acionista majoritário; Kaefer foi acusado de "caloteiro" em reportagem da IstoÉ; segundo o texto, o parlamentar é alvo de ação penal no STF por fraude financeira, pois ele teria acumulado fortuna graças a calotes aplicados em credores e feito manobras no patrimônio familiar para escapar à Justiça
Deputado federal Alfredo Kaefer (PSDB) está lutando para assumir a presidência da Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste S/A), uma empresa de economia mista que tem o governo do Paraná como acionista majoritário; Kaefer foi acusado de "caloteiro" em reportagem da IstoÉ; segundo o texto, o parlamentar é alvo de ação penal no STF por fraude financeira, pois ele teria acumulado fortuna graças a calotes aplicados em credores e feito manobras no patrimônio familiar para escapar à Justiça (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Blog do Esmael - O deputado federal Alfredo Kaefer (PSDB) está lutando para assumir a presidência da Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste S/A), uma empresa de economia mista que tem o governo do Paraná como acionista majoritário.

A Ferroeste surgiu em 1988 com a tarefa de construir e operar uma ferrovia entre Guarapuava, Estado do Paraná, e Dourados no Estado do Mato Grosso do Sul, servindo os produtores do Oeste e extremo Oeste paranaense, o Mato Grosso do Sul, Paraguai e norte da Argentina. A companhia de trens está vinculada à Secretaria da Infraestrutura e tem como titular José Richa Filha, o Pepe, irmão do governador.

Pois bem, Kaefer foi acusado de "caloteiro" em reportagem da IstoÉ desta semana (clique aqui). A jornalista Izabelle Torres, que assina a matéria, informa que o tucano, considerado o parlamentar mais rico da Câmara Federal, é alvo de ação penal no STF por fraude financeira, pois ele teria acumulado fortuna graças a calotes aplicados em credores e feito manobras no patrimônio familiar para escapar à Justiça.

Em novembro de 2012, o Blog do Esmael mostrou o calote que o deputado do PSDB aplicou em 5 mil empregados do frigorífico Diplomata, nos municípios de Capanema (PR) e Xaxim (SC).

"Segundo o Ministério Público Federal, a soma das dívidas de Kaefer com credores e instituições financeiras passa de R$ 1 bilhão, se somados os juros e as multas. É dez vezes o patrimônio que ele declara possuir", diz o texto, ao lembrar que Kaefer declarou à Justiça Eleitoral possuir "R$ 108,5 milhões em patrimônio e grande parte desses recursos provém do aglomerado de empresas em seu nome, que inclui seguradora, frigorífico e jornais".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247