Vargas confirma: PMDB não quer aliança com Richa

Segundo o deputado federal André Vargas (PT-PR), que ofereceu café da manhã para os peemedebistas, em Brasília (DF), com exceção do deputado Osmar Serraglio, a bancada federal do PMDB é majoritariamente favorável à candidatura própria ou, em segunda opção, à coligação com o PT; o Partido dos Trabalhadores tem como pré-candidata ao governo do Paraná a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann

Segundo o deputado federal André Vargas (PT-PR), que ofereceu café da manhã para os peemedebistas, em Brasília (DF), com exceção do deputado Osmar Serraglio, a bancada federal do PMDB é majoritariamente favorável à candidatura própria ou, em segunda opção, à coligação com o PT; o Partido dos Trabalhadores tem como pré-candidata ao governo do Paraná a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann
Segundo o deputado federal André Vargas (PT-PR), que ofereceu café da manhã para os peemedebistas, em Brasília (DF), com exceção do deputado Osmar Serraglio, a bancada federal do PMDB é majoritariamente favorável à candidatura própria ou, em segunda opção, à coligação com o PT; o Partido dos Trabalhadores tem como pré-candidata ao governo do Paraná a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Blog do Esmael - Com exceção do deputado Osmar Serraglio, a bancada federal do PMDB é majoritariamente favorável à candidatura própria ou, em segunda opção, à coligação com o PT. A informação é do deputado federal André Vargas que ofereceu na manhã de hoje, em Brasília, um café da manhã para os peemedebistas.

Serraglio, que preside a sigla no Paraná, em nome de seu próprio projeto político, sonha com a vice na chapa do governador Beto Richa.

"A bancada federal do PMDB rejeita, por quase unanimidade, qualquer tipo de composição com o PSDB de Beto Richa, conforme eles acertaram na semana passada em jantar com o vice-presidente da República Michel Temer", resumiu Vargas.

A reunião matinal de hoje contou ainda com as presenças da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, pré-candidata do PT ao governo do Paraná, e do senador Sérgio Souza.

De acordo com André Vargas, o PT respeita e considera o projeto da candidatura própria no PMDB, mas, caso não prospere, o partido quer fazer valer a condição de segunda opção.

Sobre as especulações de Gleisi vá "pipocar" e não disputar as eleições de 2014, o vice-presidente da Câmara, "recém-nomeado" articulador das alianças partidárias, garante que "a candidatura da ministra ao Palácio Iguaçu é um caminho sem volta".

Também estiverem no café da manhã no apartamento funcional do petista os deputados André Zakharov, Frangão, Marcelo Almeida e João Arruda.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247