Zeca Dirceu: "Condenação de Lula foi uma decisão política"

Sem provas para condenar Lula, o julgamento se baseou em acusações políticas e que o apoio ao ex-presidente vai continuar, afirma o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR); o deputado, com outras lideranças políticas e sociais, participam de ato a favor do ex-presidente Lula na Praça da República, em São Paulo, ainda nesta quarta (24)

Sem provas para condenar Lula, o julgamento se baseou em acusações políticas e que o apoio ao ex-presidente vai continuar, afirma o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR); o deputado, com outras lideranças políticas e sociais, participam de ato a favor do ex-presidente Lula na Praça da República, em São Paulo, ainda nesta quarta (24)
Sem provas para condenar Lula, o julgamento se baseou em acusações políticas e que o apoio ao ex-presidente vai continuar, afirma o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR); o deputado, com outras lideranças políticas e sociais, participam de ato a favor do ex-presidente Lula na Praça da República, em São Paulo, ainda nesta quarta (24) (Foto: Charles Nisz)

Paraná 247 - Nesta quarta-feira (24), a 8ª Turma do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) confirmou, por unanimidade, a sentença em que o juiz Sergio Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). E ainda, sugeriram um aumento da pena para 12 anos e um mês de prisão. Para Lula, cabem embargos de declaração, recurso para correções e ajustes no acórdão, no TRF-4. Só então, Lula pode levar o processo para o STJ (Superior Tribunal de Justiça) ou para o Supremo Tribunal Federal (STF). A prisão também não acontece até que sejam esgotados todos os recursos.

A confirmação da condenação não impede a candidatura de Lula, que deve ser confirmada nas instâncias superiores. Ele pode conquistar decisões liminares tanto no STJ como no STF. “Vamos trabalhar para que o PT indique a pré-candidatura do Lula o quanto antes. Vamos continuar organizando e mobilizando os comitês de apoio no maior número possível de cidades. Nossa ação maior será a defesa de Lula e da democracia. Queremos que outros atos aconteçam no Brasil inteiro, principalmente no interior, onde podemos aumentar a adesão da população”, afirmou Zeca Dirceu.

Desde a segunda-feira (22), pessoas favoráveis ao ex-presidente Lula, de todas as partes do país, organizaram manifestações pela resistência e luta pela democracia e pela defesa de Lula. Presente em todos os atos, o deputado federal Zeca Dirceu destacou a parcialidade do julgamento. “Foi uma decisão política. O real motivo de todo esse processo é retirar o Lula da corrida eleitoral. Não querem que um candidato que quer justiça social, que quer dar lugar ao povo nesse país, que não quer o lucro na mão de rentistas, e o governo na mão do mercado. Por isso essa perseguição sem fim. Mas nossa resistência e nossa luta não para, na verdade começa agora. Estamos com o Lula, mais do que nunca”, confirmou o parlamentar.

Mais cedo, em discurso no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Benardo do Campo (SP), Lula afirmou: "Estou extremamente tranquilo e com a consciência tranquila do que está acontecendo Brasil e tenho a certeza absoluta de que não cometi nenhum crime”.

O deputado com outras lideranças políticas e sociais participam de ato a favor do ex-presidente Lula na Praça da República, em São Paulo.

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247