Ministério da Saúde confirma nono caso de varíola dos macacos no Brasil

A doença, causada pelo vírus monkeypox, foi detectada em um homem de 27 anos que está no estado de São Paulo

www.brasil247.com - Duas amostras de casos suspeitos de varíola dos macacos são testadas em laboratório de microbiologia.
Duas amostras de casos suspeitos de varíola dos macacos são testadas em laboratório de microbiologia. (Foto: REUTERS/Susana Vera)


Por Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

O Ministério da Saúde confirmou nesta terça-feira (21) o nono caso da varíola dos macacos no país. A doença, causada pelo vírus monkeypox, foi detectada em um homem de 27 anos que está no estado de São Paulo. Ele é morador de Nova York, nos Estados Unidos. 

De acordo com o ministério, o paciente apresenta quadro clínico estável, sem complicações, e está sendo monitorado pelas autoridades sanitárias. O teste que confirmou a doença foi feito pelo Laboratório Adolf Lutz, na capital paulista, por meio do método de isolamento viral. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além dos nove casos confirmados, há dez casos em investigação no país: dois no Ceará, quatro no Rio de Janeiro, um em Santa Catarina, um no Acre, e dois no Rio Grande do Sul.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os sintomas iniciais da varíola dos macacos incluem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, linfonodos inchados (íngua), calafrios e exaustão. Lesões na pele se desenvolvem primeiramente no rosto e depois se espalham para outras partes do corpo, incluindo os genitais. As lesões na pele parecem as da catapora até formarem uma crosta, que depois cai.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o Instituto Butantan, a varíola dos macacos pode ser transmitida pelo contato com gotículas exaladas por um humano ou animal infectado, pelo contato com as lesões na pele causadas pela doença ou com materiais contaminados, como roupas e lençóis. O período de incubação da doença é, geralmente, de seis a 13 dias, mas pode variar de cinco a 21 dias. Por isso, pessoas infectadas precisam ficar isoladas e em observação por 21 dias.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email