Por Guilherme Levorato

Putin: de espião a presidente

O nome do presidente da Rússia, Vladimir Putin, divide opiniões. Ele está no comando do país desde 2000

Putin foi primeiro-ministro russo e assumiu a presidência do país em 2000. Uma lei sancionada por ele próprio o permite permanecer no poder até 2036

Nasceu em São Petersburgo - antiga Leningrado -, filho de operários: Vladimir Spiridonovich Putin e Maria Ivanovna Shelomova. Estudou Direito e aderiu ao Partido Comunista da União Soviética

Em 1975, ele iniciou sua carreira na espionagem, ingressando no KGB (Comitê de Segurança do Estado), o serviço secreto de seu país. Por lá permaneceu ao longo de 15 anos

Com a queda do Muro de Berlim, Putin voltou da Alemanha, onde atuava, como tenente-coronel, mas deixou o posto em 1991. A partir daí, voltou-se para a política

O PIB russo sofreu queda de 14,5% em 1992 e de 12,6% em 1994. Enquanto o presidente Boris Iéltsin se mostrava incapaz de reerguer o país, Putin ganhava destaque em São Petersburgo

Em 1996, Putin entrou para o governo Iéltsin. Foi vice-chefe do gabinete para as relações com as regiões subordinadas à Rússia, diretor da polícia secreta e diretor do Conselho de Segurança

Iéltsin convidou Putin para ser primeiro-ministro em meados de 1999, quando a crise com separatistas da Chechênia estava em seu auge

Putin convenceu o presidente a organizar uma grande operação de repressão aos rebeldes e, com isso, ganhou popularidade entre a população

No último dia de 1999, Iéltsin renunciou à presidência. Alguns meses depois, uma eleição presidencial foi realizada e Putin foi eleito com 53% dos votos

Ao longo de sua permanência no poder, Putin investiu em gás e petróleo e fez a economia russa se recuperar. Popular, alterou a legislação via parlamento para ficar mais tempo na presidência

Desde que ascendeu, Putin foi acusado de perseguir opositores, dentre eles oligarcas russos, censurar a imprensa local e promover ataques cibernéticos a outros países

O governo Putin foi responsável por recolocar a Rússia como uma potência mundial, em contraponto aos Estados Unidos e sua política imperialista, materializada pela Otan

Figura controversa, Putin é visto por uns como símbolo da força e coesão russa. Para outros, um líder totalitário e autoritário