Por Guilherme Levorato

Vai votar,
jovem!

Se a eleição presidencial de 2022 dependesse dos jovens de 16 a 24 anos, o ex-presidente Lula (PT) estaria eleito já no primeiro turno

O dado é da última pesquisa Datafolha (BR-08967/2022) divulgada em março, que mostra que Lula tem 51% contra 43% da soma de todos os demais candidatos entre a juventude

A conclusão vai contra o senso comum de que jovens não têm consciência política

O problema é que nem toda a juventude está disposta a votar. No Brasil, o voto de pessoas com 16 ou 17 anos é facultativo, ou seja, não obrigatório

Até fevereiro de 2022, de acordo com a Justiça eleitoral, só 731 mil jovens estavam inscritos para votar, o que representava menos de 10% da população. O número era o menor desde 1992

É por esta razão que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reforça uma campanha de incentivo à participação dos jovens na eleição

A campanha ganhou o apoio de famosos. No Lollapalooza, que aconteceu no fim de março, diversos artistas, como Gloria Groove, Pabllo Vittar, Emicida, Jão e Djonga, pediram que a juventude vote

Mas, afinal, como tirar
o título de eleitor?

Em 2022, o prazo vai até 4 de maio. O novo eleitor precisa ter digitalizado um documento oficial de identidade com foto (frente e verso) e um comprovante de residência recente

Com os documentos prontos, basta acessar o site do TSE e ir até a aba “Eleitor e eleições”. Em seguida, clicar em “título eleitoral” e depois em “tire seu título” e “iniciar seu atendimento remoto”

Acesse o site aqui

A partir deste ponto é só preencher o formulário. É fácil, rápido e vital para a democracia brasileira