Tá nos trends

"Brasil de Bolsonaro" é assunto mais comentado após suposta descoberta dos corpos de Bruno Pereira e Dom Phillips

Internautas cobram justiça e ressaltam que o governo Bolsonaro tem responsabilidade direta no desaparecimento do indigenista e jornalista

www.brasil247.com - Bolsonaro e Bruno Pereira
Bolsonaro e Bruno Pereira (Foto: REUTERS/Adriano Machado | Funai | Reprodução/Twitter)


247 - Após vir à tona através do jornalista André Trigueiro que o jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira, desaparecidos há dias na Amazônia, foram encontrados mortos, informação transmitida ao jornalista através da esposa de Philips, Alessandra Sampaio, internautas subiram a #BrasildeBolsonaro nos assuntos mais comentado do Twitter Brasil e cobram justiça das autoridades.

>>> Dois corpos são encontrados nas buscas por Bruno Pereira e Dom Phillips, diz esposa do jornalista

>>> Após PF, grupo indígena diz que corpos não foram encontrados nas buscas por Bruno Pereira e Dom Phillips

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os internautas ainda culpam diretamente o governo Bolsonaro pela situação caótica que a região amazônica se encontra. Tomada por grupos que disputam o controle da exploração ilegal de riquezas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veja a repercussão:

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email