Tá nos trends

Internautas pedem que Lula quebre o sigilo de 100 anos de Bolsonaro e assunto bomba no Twitter

Lula sinalizou que poderá reverter os sigilos impostos por Bolsonaro (PL) a episódios de seu governo caso venha a ser eleito chefe do Executivo

www.brasil247.com - Lula e Jair Bolsonaro
Lula e Jair Bolsonaro (Foto: Ricardo Stuckert | ABr)


247 - A manhã desta quarta-feira começou com a #Lulaquebraosigilo entre os assuntos mais comentados do Brasil na rede social Twitter. Internautas reivindicam que, caso seja eleito, o petista quebre o sigilo imposto por Bolsonaro de 100 anos em temas essenciais para a sociedade, como questões envolvendo a vacina, uso de cartão corporativo e ações escusas do clã Bolsonaro envolvendo o gasto público.

O próprio Lula sinalizou que poderá quebrar os sigilos impostos caso venha a ser eleito chefe do Executivo, em entrevista concedida a blogueiros nesta terça-feira.

“Faça um levantamento das denúncias contra ele [Bolsonaro] e veja que nenhuma foi apurada. No nosso governo, tinha a lei da transparência, que permitia que as pessoas soubessem das coisas. Agora não se sabe sobre mais nada. Falou mal do filho? Sigilo por 100 anos. Falou mal do Pazuello? Sigilo por 100 anos. Como vai esconder mentira por 100 anos? Nós vamos ter que desvendar essas mentiras, obviamente”, disse Lula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Veja a repercussão:

 




CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email