Tá nos trends

#RIPTwitter entra nos assuntos mais comentados da rede social após compra por Elon Musk

Alguns internautas levantaram a “morte” do Twitter. Outros apoiaram a compra da plataforma pelo bilionário sul-africano. Veja

www.brasil247.com -
(Foto: Divulgação)


247 - Diante da compra da rede social Twitter pelo bilionário sul-africano Elon Musk, diversos internautas do portal levantaram a hashtag #RIPTwitter, indicando que a plataforma teria morrido com o fato. 

O assunto entrou para os Trending Topics, assuntos mais comentados, da rede social.

Se algumas pessoas viram com preocupação o controle da rede social pelo bilionário, um empresário que defendeu na rede social medidas consideradas “negacionistas” durante a pandemia da Covid-19, outras comemoraram a compra da plataforma.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os setores que comemoram a compra de Musk geralmente se identificam com políticos da extrema direita, como Donald Trump (ex-presidente dos Estados Unidos que foi banido da plataforma) e Jair Bolsonaro, que teve diversos aliados suspendidos da rede social por divulgação de conteúdo mentiroso ou considerado “anti-democrático”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

[Pessoas twittando RIP Twitter porque Elon Musk promete que todas as vozes devem ser ouvidas, não apenas ativistas de esquerda, é a merda mais engraçada que eu já vi em MUUUUITO tempo. Muito tempo.]

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o bilionário dono da SpaceX e da Tesla, a rede social tem um "potencial tremendo" e deve ser uma espécie de "arena" de defesa para a liberdade de expressão. "A liberdade de expressão é a base de uma democracia em funcionamento e o Twitter é a praça da cidade digital onde assuntos vitais para o futuro da humanidade são debatidos", disse Musk.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email