Tá nos trends

Whatsapp oferecerá serviço de compras e de hospedagem na nuvem

As vendas irão ocorrer por meio do Facebook Shops

(Foto: REUTERS/Thomas White)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O Facebook disse nesta quinta-feira que o WhatsApp irá oferecer compras e serviços de hospedagem dentro do aplicativo, à medida que aumenta sua receita enquanto une a infraestrutura de comércio eletrônico da empresa.

A maior empresa de mídia social do mundo vem tentando aumentar as vendas de unidades de grande crescimento, como Instagram e WhatsApp, que comprou em 2014 por 19 bilhões de dólares, mas tem demorado para monetizar.

Com as mudanças, o WhatsApp permitirá que empresas vendam produtos dentro do aplicativo por meio do Facebook Shops, uma loja online lançada em maio para oferecer uma experiência de compra unificada entre os aplicativos do Facebook.

A empresa também entrará no setor de computação em nuvem, oferecendo às empresas que usam suas ferramentas de mensagens de atendimento ao cliente a capacidade de armazenar essas mensagens nos servidores do Facebook.

O vice-presidente de operações do WhatsApp, Matt Idema, disse em entrevista que o recurso de compras começará a ser lançado este ano, enquanto a hospedagem de mensagens estará disponível em 2021.

Idema disse que o WhatsApp oferecerá o serviço de hospedagem gratuitamente para tentar atrair novos clientes pagantes para suas ferramentas corporativas, que cobra alguns centavos de dólar por cada mensagem entregue.

O aplicativo tem uma base de clientes pagos relativamente pequena de dezenas de milhares de empresas, enquanto dezenas de milhões usam suas ferramentas gratuitas destinadas a pequenas empresas.

No total, mais de 175 milhões de pessoas interagem diariamente com uma empresa no WhatsApp, disse Idema.

“A receita hoje é pequena, em comparação com o Facebook em geral, mas achamos que a oportunidade é muito grande”, disse.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247