Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.

1.11.2014

Fotos Públicas

A hora e a vez de Wagner

Divulgação: Wagner, mudança, secretariado

Principal conselheiro, confidente e amigo da presidente Dilma Rousseff durante os dias mais tensos da corrida eleitoral, Jaques Wagner desponta como um coringa; já foi cotado para os ministérios da Fazenda, da Casa Civil e das Relações Institucionais; agora, a aposta é que ele assumirá a Petrobras, para criar uma agenda positiva para a empresa; conciliador e apto para o diálogo, palavra chave do segundo mandato, Wagner será um dos homens fortes do novo governo Dilma; leia reportagem especial de Romulo Faro, editor do Bahia 247

Um derrotado tem algo a ensinar a quem venceu?

:

O deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que não conseguiu se eleger governador do Rio Grande do Norte, ameaça: "Dilma tem dois meses para mudar seu estilo de governar"; derrotado, ele diz ainda que descarta tornar-se ministro, mesmo sem ter sido convidado a cargo algum; para o presidente da Câmara, há risco de uma crise institucional; "Fora da janela do Palácio do Planalto há um país dividido. E tem haver muito cuidado para que amanhã não haja uma crise. É preciso calçar a sandália da humildade", diz ele; será que não era hora de Alves também calçá-las? 37

Opinião

Vídeos 247 Canal Youtube do Brasil 247