Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.

4.03.2015

Fotos Públicas

Renan ao 247: 'não se aumenta imposto com MP'

José Cruz: Na mesa:
Presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

Em entrevista exclusiva ao 247, o presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), explicou sua decisão de rejeitar a medida provisória que tratava do fim da desoneração na folha trabalhista; "matéria tributária tem que ser discutida por meio de projeto de lei e a presidente Dilma fez bem em reencaminhar a proposta da maneira correta", disse; segundo ele, sua decisão não decorre de qualquer insatisfação com a Lava Jato ou com demandas por cargos no governo federal; "essa investigação é um ponto alto da democracia e eu só lamento que o procurador-geral não tenha dado a oportunidade às pessoas de se defender previamente", afirmou o senador, que está na lista de Rodrigo Janot; ele afirmou,ainda, que o Palácio do Planalto rebaixou a relação com o PMDB, seu principal aliado, e tentou inflar artificialmente o PSD, de Gilberto Kassab

Um Congresso sob suspeita pode afastar a presidente?

:

O efeito colateral dos pedidos de investigação apresentados pelo procurador Rodrigo Janot é o sepultamento de qualquer fio de esperança relacionado ao impeachment da presidente Dilma Rousseff; um pedido de investigação teria que ser aceito pela Câmara dos Deputados, presidida por Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está na lista de Janot; uma votação, passaria pelo Senado, presidido por Renan Calheiros (PMDB-AL), que também será alvo de um inquérito; além disso, depois que um dos líderes da oposição, senador Aécio Neves (PSDB-MG), pediu cautela, qualquer aventura antidemocrática perderá credibilidade; o impeachment morreu

Opinião

Vídeos 247 Canal Youtube do Brasil 247