Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.

2.07.2015

Fotos Públicas

'Não há o que contestar, ninguém é maluco'

:

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) rebate críticas sobre sua manobra que, em menos de 24 horas, derrubou a rejeição à redução da maioridade penal e aprovou, em primeiro turno, por 323 a 155 votos e 2 abstenções, emenda substitutiva que reduz limite de 18 para 16 anos para crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte; ele foi acusado de "ditador" e de praticar "pedaladas regimentais" para trazer a proposta para nova apreciação; "Como essa proposição não tinha sido votada, você poderia aglutinar qualquer emenda à PEC da comissão, qualquer proposta apensada em um texto original. Então não há o que contestar, ninguém é maluco", diz o peemedebista 

Articulador das delações descarta crime de Lula

:

Principal negociador das delações premiadas da Operação Lava Jato no Paraná, procurador Carlos Fernando dos Santos Lima contesta critica da presidente Dilma Rousseff: 'Como não há entre delatados nem Jesus Cristo nem Tiradentes, não há nem Judas nem Silvério, porque não vivemos nem na Roma imperial nem nos tempos de Maria Louca. Vivemos na democracia'; ele afirma também que não existem indícios suficientes para investigar o ex-presidente Lula: “A princípio, nenhum colaborador ou análise indica que as palestras dele não foram prestadas. O fato de estar na lista de prestadores não caracteriza crime”; Lima antecipou que a situação de José Dirceu é "muito ruim"

Opinião

Vídeos 247 Canal Youtube do Brasil 247