Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.

20.10.2014

Fotos Públicas

Gleisi Hoffmann ao 247: Quem acusa tem que provar

/AGIF: BRASÍLIA, DF - 05.06.2013: COLETIVA/GLEISI/MP DOS PORTOS/DF - A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, concede entrevista coletiva para explicar os vetos dados pela presidente Dilma Rousseff à MP (medida provisória) dos Portos aprovada pelo congre

Indignada com o envolvimento do seu nome na Operação Lava Jato, a senadora Gleisi Hoffmann falou ao 247; acusada por Paulo Roberto Costa de receber R$ 1 milhão para sua campanha vitoriosa ao Senado, em 2010, ela disse que não conhece o ex-diretor da Petrobras nem o doleiro Alberto Youssef; "nunca estive com nenhum dos dois"; ela afirma que todas as doações foram declaradas e vê ainda motivação política no caso; "é evidente que querem criar um fato político a uma semana das eleições, envolvendo uma pessoa próxima à presidenta Dilma"; Gleisi lembra ainda que, no caso Banestado, Youssef disse coisas que jamais foram provadas 104

Freixo: "meu voto é um veto ao projeto tucano"

Edição 247/Fotos: Marcos Fernandes/Coligação Muda Brasil/Divulgação/Ichiro Guerra/ Dilma 13:

O deputado federal reeleito pelo Rio de Janeiro e primeiro membro do PSOL a declarar o voto pela reeleição da presidente Dilma Rousseff no segundo turno, Marcelo Freixo, afirmou que a sua decisão está baseada nas propostas "inaceitáveis" pregadas por Aécio Neves (PSDB) em relação as políticas de direitos humanos contidas no programa de governo tucano. "Meu voto é um veto ao que há de mais reacionário e retrógrado na República Brasileira e que se concentra na campanha do Aécio", disparou em referência as propostas de privatização dos presídios e de redução da maioridade penal defendidas pelo PSDB 109

Opinião

Vídeos 247 Canal Youtube do Brasil 247