Minas 247Voltar para CAPA do 247

Primo de Aécio enriqueceu junto com ascensão do tucano no governo de MG

: <p>Fred (Frederico Pacheco) e Aécio Neves</p>

Preso pela Polícia Federal depois de ser flagrado carregando malas de dinheiro com propina da JBS, Frederico Pacheco é primo distante de Aécio Neves, mas sempre gozou da confiança do tucano; Fred, como é conhecido, enriqueceu e prosperou durante o período em que o primo esteve no governo do Estado; ele foi beneficiário de um programa do próprio governo, na mesma época em que era secretário de Aécio

Pimentel: ressarcimento das perdas impostas a Minas é direito dos cidadãos

:

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, afirmou no Facebook que é "um direito dos cidadãos mineiros o ressarcimento das perdas impostas ao nosso Estado em função da Lei Kandir", que isenta de impostos estaduais as exportações; de acordo com o chefe do executivo mineiro, "ao total, R$ 135 bilhões deixaram de ser recolhidos. Recursos que podem ser investidos em melhorias substanciais nos serviços de Saúde, Educação e Segurança Pública"; "Sabemos que não é prioridade do Governo Temer o atendimento aos Estados, em especial a Minas Gerais. Por isso, faço questão de insistir nos pedidos de abertura de uma negociação"

PMDB-MG discute expulsar Perrella do partido

Moreira Mariz: <p>Plenário do Senado durante sessão deliberativa ordinária. Em pronunciamento, senador Zeze Perrella (PDT-MG). Foto: Moreira Mariz/Agência Senado</p>

O PMDB de Minas Gerais deve discutir nos próximos dias a filiação do senador Zezé Perrella em seus quadros. A filiação teria sido acertada apenas pelo presidente do PMDB no estado, o vice-governador Antônio Andrade, sem passar pelo sinal verde da executiv; senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, da JBS, e, segundo a PF, o dinheiro foi depositado numa empresa do senador Zeze Perrella (PMDB-MG)

Delação da JBS deixa o PSDB-MG sem rumo para 2018

Marcos Oliveira/Agência Senado: <p>aecio neves</p>

O cenário eleitoral de 2018 em Minas perdeu o seu principal expoente: o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), que seria o condutor natural da escolha do candidato tucano a governador; mas a sua força política, que já vinha despencando, cairá ainda mais, depois que ele foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, dono da JBS; caminho para o governador Fernando Pimentel fica mais aberto, até porque o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), a princípio, não quer ser candidato; com a derrocada dos tucanos em Minas, um político do PP, Dinis Pinheiro, presidiu a AL-MG, pode ser opção do PSDB para fazer frente a Pimentel

Aécio, a “queda livre” ao optar pela radicalização e não pela reconciliação

Pedro França/Agência Senado: <p> Aécio Neves</p>

Da condição de líder máximo da oposição ao governo Dilma e ao mesmo tempo passando imagem de conciliador, Aécio Neves (PSDB-MG) optou pela radicalização; sua base até fechou alianças informais com o PT, criando o fenômeno do "Lulécio", em que se votava em Aécio em Minas e no PT em nível nacional, mas o primeiro erro do tucano para perder força em Minas foi não buscar peças de reposição no seu grupo político, e preferia apostar mais na aliança com outros partidos do que na formação de quadros dentro do PSDB; perdeu em 2014 para Dilma tanto no primeiro como no segundo turno; não elegeu seu candidato a governador (Pimenta da Veiga); em 2016, seu grupo também foi derrotado

A nebulosa relação entre JBS, Aécio e o jornal Hoje em Dia

:

Após o empresário Joesley Batista, dono da JBS, afirmar que R$ 2,5 milhões dos cerca de R$ 60 milhões entregues ao senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) para a campanha de 2014 foram pagos por meio da compra antecipada de publicidade no jornal Hoje em Dia, o Sindicato dos Jornalistas voltou a abordar a relação entre a empresa e o jornal; "Outras relações do jornal eram mais conhecidas: aquelas que uniam os antigos proprietários do jornal, a família Carneiro, ao senador e sua irmã. No começo de 2016, quando a empresa estava em dificuldades, o empresário e político Ruy Muniz arrematou o jornal sem gastar nenhum centavo. Ao mesmo tempo, a JBS pagava à família Carneiro R$ 18 milhões e ficava com a sede do jornal"

Joesley turbinou jornal mineiro para apoiar Aécio

:

Para repassar dinheiro para Aécio neves, o empresário Joesley Batista comprou R$ 2,5 milhões em publicidade no jornal mineiro Hoje em Dia; além disso, conforme delação do empresário, Joesley comprou da Ediminas S/A – Editora Gráfica Industrial um prédio em Belo Horizonte por R$ 17 milhões; o dinheiro também teria sido repassado a Aécio

Aécio garantiu blindagem na imprensa por 30 anos

Edilson Rodrigues/Agência Senado: <p>aecio</p>

"Aécio começou a ser embalado em papel celofane pela grande mídia em 1985, quando seu avô Tancredo Neves, escolhido presidente da República em eleição indireta, foi internado em um hospital de Brasília às vésperas de assumir o cargo. Nessa época, atuando como porta-voz da família, Aécio, o jovem neto de Tancredo que lhe servia de secretário particular, começou a entrar nas casas e no coração dos brasileiros", diz o repórter Lucas Figueiredo, em reportagem publicada no The Intercept; desde então, ele jamais sofreu um arranhão, até cair de forma espetacular

‘Meu filho está preso por lealdade a você’, diz pai de Fred a Aécio

ANDRESSA ANHOLETE: <p>Senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG) </p>

Após a prisão de Frederico Pacheco, primo do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), o desembargador aposentado Lauro Pacheco, pai de Frederico, fez um texto no Facebook dizendo que falta ao tucano a "qualidade moral e intelectual para o exercício do cargo que disputou de Presidente da República"; Pacheco filho foi preso pela Lava Jato carregando malas de dinheiro da JBS para Aécio; "Meu filho Frederico Pacheco de Medeiros está preso por causa de sua lealdade a você, seu primo", diz Pacheco pai; "Para o bem do Brasil, sua carreira política está encerrada"

MÍDIA

Globo transmite gritos de ‘Fora Temer’ ao vivo

:

Durante uma entrada ao vivo da jornalista Gioconda Brasil, do Congresso Nacional, no Jornal Hoje, a emissora dos Marinho foi obrigada a transmitir o protesto de um grupo de mulheres que passou atrás da repórter e começou a gritar "Fora Temer"; assista

MUNDO

Estado Islâmico reivindica autoria de ataque em Manchester

:

O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelo ataque de segunda-feira na Arena de Manchester que deixou ao menos 22 mortos, e disse que a ação foi conduzida com um explosivo implantado no show da cantora norte-americana Ariana Grande, de acordo com comunicado divulgado pelo grupo pelo aplicativo de mensagens Telegram

Revista Brasil 247

Edição #144

Revista do dia

Revista Oásis - Edição #322

Vídeos 247 Canal Youtube do Brasil 247

Fechar