Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Paraná 247

Justiça Federal leiloa bens de Alberto Youssef

:

Justiça Federal irá leiloar, nesta segunda-feira (30), imóveis do doleiro Alberto Yousseff, preso pela Operação Lava Jato; venda inclui cotas de uma sociedade em um hotel na Bahia, além de cinco imóveis em uma área de 1,6 mil metros quadrados no Bairro Campo de São Cristovão, no Rio de Janeiro; bens são avaliados em R$ 6 milhões

Moro: só prisão não basta para combater a corrupção

:

Responsável pela condução da Operação Lava Jato, o juiz Sérgio Moro avalia que a prisão de investigados não basta para combater a corrupção no país; ele diz que também é necessário recuperar os valores desviados pelos criminosos, por meio de acordos de cooperação internacional ou de delação premiada; "Também é necessário a recuperação do produto do crime. Não basta a punição, a sanção corporal, a pena privativa de liberdade. É necessário fazer com que o crime não compense financeiramente. Isso significa a necessidade de retirar do criminoso o produto de sua atividade", disse ele neste sábado (28), em João Pessoa

Moro libera operador da Odebrecht por fiança de R$ 300 mil

Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag�ncia: <p>O juiz federal Sergio Moro participa na Comiss�o de Constitui��o, Justi�a e Cidadania (CCJ) do Senado de audi�ncia p�blica sobre projeto que altera o C�digo de Processo Penal (Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag�ncia Brasil)</p>

O juiz federal Sérgio Moro mandou soltar o operador financeiro Marcelo Rodrigues, preso na 26ª fase da Operação Lava Jato, após pagamento de fiança de R$ 300 mil; Rodrigues é réu em um processo da Lava Jato, acusado de operar e controlar no exterior contas utilizadas pela Odebrecht para pagamentos ilícitos; ele estava preso desde março, quando foi deflagrada a operação Xepa, que visou o Setor de Operações Estruturadas da empreiteira

Defesa de Lula quer acesso a delação premiada de Pedro Corrêa

:

Advogados de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ingressaram com uma ação na 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba para terem acesso ao termo de delação premiada negociado entre o Ministério Público Federal e o ex-deputado Pedro Corrêa; advogados também pedem que seja apurada a responsabilidade pelo vazamento ilegal e seletivo dos trechos da delação que foram utilizados pela revista Veja e que dizem acesso ao ex-presidente e outros politicos

Moro critica projeto que limita delação: retorno da impunidade aos poderosos

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil: <p>Brasília- DF- Brasil- 07/04/2015- O juiz federal Sérgio Moro participa de apresentação de um conjunto de medidas contra a impunidade e pela efetividade da Justiça, na sede Associação dos Juízes Federais do Brasil (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)</p>

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato, defendeu o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) ao autorizar a prisão após a condenação de segunda instância e criticou os projetos de lei que limitam os acordos de delação premiada; “Eu fico me indagando se não estamos vendo alguns sinais de uma tentativa de retorno ao status quo da impunidade dos poderosos”, afirmou ele durante a conferência “Liberdade frente ao Direito Penal na Contemporaneidade”, no XII Simpósio Nacional de Direito Constitucional em Curitiba; para Moro, uma das causas da corrupção sistêmica no Brasil pode ser a existência de um processo penal disfuncional: rigorosa em alguns aspectos e muito severa em relação a outros

Mais escolas são ocupadas no Paraná

:

Já são três colégios ocupados no município de Maringá, Noroeste do Paraná, em reivindicação de melhoria na qualidade da merenda e pela instalação da CPI do Quadro Negro, para investigar o desvio de R$ 24 milhões que seriam destinados à construção e reformas de escolas; tendência é que o movimento #OcupaParaná se amplie para outras regiões do Estado; enquanto isso, governador Beto Richa (PSDB) viajou para Mendoza, na Argentina, onde faz roteiros gastronômico, com bom vinho, e de esporte radicais

Richa surfa enquanto povo faz vaquinha para armar PM

:

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), não está nem aí para a crise, muito menos com a violência; enquanto o tucano se diverte neste feriadão em Mendoza, na Argentina, os paranaenses fazem vaquinha para comprar armamentos às polícias; Richa abandonou o programa “Paraná Seguro” do ex-secretário da Segurança Reinaldo de Almeida César, que já denunciou isso aqui no Blog no Esmael em diversas oportunidades, o que resultou no sucateamento das forças policiais

"Acredito que o Senado já percebeu que o impeachment é asneira"

:

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) disse acreditar que o Senado irá votar de forma contrária ao afastamento definitivo da presidente eleita Dilma Rousseff; "Acredito que senado já percebeu que o impeachment é asneira. Precisamos encontrar caminho nacionalista para nosso Brasil. Sem Meirelladas!", escreveu no Twitter; para o parlamentar,  "o fato é que Michel Temer terceirizou a condução da economia para banqueiros e rentistas"; "a corrupção é verdadeira, mas impeachment é caminho para fim de projeto nacional", escreveu Requião

RIO 247

Laudo tardio de estupro coletivo não aponta indícios de violência

:

A demora de quatro dias para a jovem de 16 anos ter acionado a polícia e feito exames ao denunciar um estupro coletivo sofrido por ela na zona oeste do Rio há uma semana foi determinante para que o resultado não apontasse indícios de violência em seu corpo, aponta o documento; a polícia também fez uma perícia do vídeo em que a adolescente aparece desacordada no meio de mais de 30 homens; o resultado será divulgado nesta segunda-feira

MUNDO

Michael Löwy: “Estado de exceção predomina. A democracia é que foi excepcional”

:

Em entrevista ao Movimento Democrático 18 de Março (MD18), o sociólogo brasileiro radicado na França Michael Löwy critica o golpe contra a democracia em curso no Brasil e diz que esquerda deva se unir para barrar o golpe no Brasil, mas sem perder seus horizontes utópicos; "A Democracia é um peso grande para o Estado, para as classes dominantes e para o capital financeiro. A democracia atrapalha, ela não facilita o trabalho da política capitalista. Por isso a tendência a reduzir o espaço democrático, tomar medidas de exceção e até mesmo usar o método do golpe, como estamos vendo na América Latina", afirma; leia íntegra

Revista Brasil 247

Edição #93

Revista do dia

Revista Seu Dinheiro #247

Vídeos 247 Canal Youtube do Brasil 247