Os princípios editoriais que norteiam a cobertura do Brasil 247 e da TV 247 na guerra da Ucrânia

Pela paz, pelo cessar-fogo, pelo diálogo, pela neutralidade do Brasil e contra as sanções econômicas que penalizam sobretudo as populações mais vulneráveis

Editorial 247

247 – A guerra entre Rússia, Ucrânia e países da OTAN, que completa sua primeira semana nesta quarta-feira, já produziu uma das maiores crises humanitárias da história, com mais de 660 mil refugiados e colocou o mundo à beira da catástrofe nuclear. Como grupo de comunicação responsável, expressamos aqui os princípios editoriais que norteiam a cobertura de nossos dois veículos: o site de notícias Brasil 247 e a TV 247.

1 – Somos contra a guerra e defendemos o cessar-fogo imediato, assim como a busca de uma saída diplomática.

2 – A construção de uma saída negociada para a guerra pressupõe que todas as partes sejam ouvidas em suas legítimas preocupações relativas ao tema da segurança.

3 – Defendemos um mundo multipolar, com maior equilíbrio entre os países, para que todos possam atingir plenamente seus potenciais de desenvolvimento.

4 – Somos contra a censura e buscamos informações de todas as fontes que produzem jornalismo profissional para oferecer aos leitores e telespectadores um panorama amplo e confiável de notícias. 

5 – Rechaçamos narrativas unilaterais, bem como qualquer tipo de propaganda e desinformação midiática, como é comum em tempos de guerra.

6 – Defendemos que o Brasil persiga uma política externa independente e neutra, que atenda aos interesses do povo brasileiro.

7 – Somos contra as sanções econômicas, que desorganizam a economia mundial e causam desabastecimento e inflação, penalizando sobretudo as populações mais vulneráveis.

8 – O espectro de opiniões deve ser amplo, deixando claro que a opinião de cada comentarista ou colunista não se confunde com a dos veículos de comunicação.

9 – A paz deve começar dentro dos nossos próprios meios de comunicação. Aceitamos a crítica, mas fazemos um apelo aos leitores e telespectadores para que não ocorram ataques pessoais nas seções de comentários.

10 – Em cada artigo escrito, em cada vídeo, em cada transmissão ao vivo, temos a obrigação de sermos sempre transmissores da paz.