Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.


Cunha pede em artigo tratamento idêntico ao de Aécio

Ex-deputado Eduardo Cunha, que acolheu o pedido ilegal de impeachment e é acusado de comprar deputados, quer agora que o STF lhe dê o mesmo tratamento conferido ao senador Aécio Neves, seu parceiro no golpe; em artigo publicado na Folha, Cunha indaga as razões de ter recebido um tratamento diferente do tucano; "o plenário da Câmara, naquele momento, manteria meu afastamento? Seria eu cassado se a votação se desse comigo no mandato, exercendo a minha defesa (fui proibido, inclusive, de visitar os gabinetes dos deputados para me defender e pedir o voto)?"

Esta foi a semana gorda da impunidade

Lula Marques/Agência PT | Ag. Câmara | Reuters

"O 'Projeto Jucá', o grande acordo, 'com Supremo e tudo', está consolidado. A sangria foi estancada, no que diz respeito aos que participaram do golpe de 2016, que foi o primeiro passo para conter a marcha da Lava Jato contra os políticos", avalia a colunista do 247 Tereza Cruvinel sobre os mais recentes retrocessos protagonizados no Brasil; "O Senado derrubou medidas punitivas contra Aécio, com aval do STF, e agora livrará a cara de qualquer outro senador alcançado por medidas cautelares. E para demonstrar que o acordão vingou, não se passaram 48 horas para que a CCJ da Câmara rejeitasse a segunda denúncia de Rodrigo Janot contra Temer, Moreira Franco e Eliseu Padilha", diz Tereza; "A Lava Jato agora será uma operação destinada a punir apenas ilícitos cometidos por quem não tem foro privilegiado"


Fechar