PUBLICIDADE

PGR disse ser preciso diferenciar o combate à criminalidade na política e a criminalização dos atos políticos. "Não cabe ao Ministério Público atacar pessoalmente indivíduos, instituições, empresas ou mesmo a política", afirmou

PUBLICIDADE

Ao vivo na TV 247 Youtube 247

Cortes 247

Revista Brasil 247