Brasil 247: o seu jornal digital 24 horas por dia, 7 dias por semana.



Alckmin perdoa dívida de R$ 116 milhões da Alstom

:

Acusada de integrar um cartel e de pagar propina a agentes políticos em governos do PSDB, a multinacional francesa Alstom teve perdoadas dívidas que somam R$ 116 milhões pelo governo de Geraldo Alckmin (PSDB); benção foi dada em acordo entre o governo e a empresa em um contrato com o Metrô que previa aquisição de um sistema digital para diminuir o intervalo entre os trens, de modo a agilizar o transporte dos passageiros; sistema foi contratado em 2008, no governo de José Serra (PSDB), atual ministro de Relações Exteriores, por R$ 780 milhões; governo também Alckmin aceitou que o sistema seja entregue até 2021, com dez anos de atraso

A hipótese do golpe dentro do golpe

:

"Por que meios Eduardo Cunha pode derrubar o segundo presidente? Há dois caminhos. Através da ação que tramita no TSE, presidido pelo ministro Gilmar Mendes, de notórios pendores tucanos, pedindo a cassação da chapa Dilma-Temer completa. O autor da ação é o PSDB. Ou através do impeachment de Temer, em caso de uma denúncia grave e sólida que fosse feita por Eduardo Cunha", diz a colunista Tereza Cruvinel; a eventual queda do vice, diz ela, abriria caminho para uma eleição indireta no Congresso Nacional, o que seria, segundo ela, o cenário dos sonhos do PSDB; "Parece coisa de república bananeira mas na letra da lei, é possível"