Adicionais pagos a servidores públicos federais somam R$ 52,5 bilhões

O pagamento de gratificações e adicionais a servidores públicos federais somou R$ 52,5 bilhões até novembro deste ano, segundo dados do Ministério do Planejamento; o montante representa 32% dos R$ 163,9 bilhões gastos com gastos de pessoal no funcionalismo federal no período; o levantamento levou em conta apenas servidores federais ativos dos três poderes, do Ministério Público e das Forças Armadas

Adicionais pagos a servidores públicos federais somam R$ 52,5 bilhões
Adicionais pagos a servidores públicos federais somam R$ 52,5 bilhões

247 - O pagamento de gratificações e adicionais a servidores públicos federais somou R$ 52,5 bilhões até novembro deste ano, segundo dados do Ministério do Planejamento. O montante representa 32% dos R$ 163,9 bilhões gastos com gastos de pessoal no funcionalismo federal no período. O levantamento levou em conta apenas servidores federais ativos dos três poderes, do Ministério Público e das Forças Armadas. 

Segundo a reportagem do jornal O Globo, "foram somados ao todo 40 itens, como gratificações, adicionais, licenças-prêmio e incentivo à capacitação. A quantidade ilustra a complexidade do funcionalismo público brasileiro, cuja quantidade de carreiras apenas no Executivo federal cresceu de 80 para 309 desde os anos 1990. Cada carreira tem acesso a uma parte do rol de benefícios pesquisados."

A matéria ouviu Raul Velloso, especialista no setor: "as gratificações foram criadas como forma de aumentar o salário sem aumentar, uma forma de driblar a falta de reajustes, resultado da pressão do lobby dos servidores (...) É preciso reformular totalmente o sistema de carreiras e de cargos e salários do servidor público."

O jornal ainda destaca que "as 'gratificações por exercício de cargo efetivo' têm o maior peso, respondendo sozinhas por R$ 29,9 bilhões. Segundo o Planejamento, no Executivo, elas incluem itens como 'gratificações por desempenho', 'retribuições por titulação' (quando o servidor ganha mais por ter doutorado, por exemplo) e "incentivo à qualificação" (pago a funcionários cuja escolaridade excede o nível exigido para o cargo)."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247