"Agora vão tirar os direitos do povo boliviano", diz Gleisi Hoffmann

"Já conhecemos esse script", diz a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente do Partido dos Trabalhadores

Sputinik – O presidente da Bolívia Evo Morales renunciou à Presidência da Bolívia às 17h (18h em Brasília), após ser pressionado pelas Forças Armadas e por protestos em diversas cidades do país. "Me dói muito que nos tenham levado ao enfrentamento. Enviei minha renúncia para a Assembleia Legislativa Plurinacional", afirmou.

O vice-presidente, Álvaro García Linera, também apresentou a sua renúncia. Nas últimas horas, ao menos três ministros também entregaram seus cargos.

ouco antes da renúncia ter sido comunicada por Evo Morales, os chefes das Forças Armadas e da Polícia, além da oposição, haviam pedido que o agora ex-presidente deixasse o cargo para "pacificar" o país.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247