AGU pede extinção de pedido do MPF pelo afastamento de Salles

AGU argumenta que a ação deveria ser direcionada para a 1ª Vara Federal de Brasília. AGU alega que a existência de uma ação civil contra o mesmo processo do MPF torna o órgão “prevento”

Ricardo Salles
Ricardo Salles (Foto: Alessandro Dantas)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - A Advocacia-Geral da União (AGU) defendeu em parecer a anulação do pedido do Ministério Público Federal (MPF) pelo afastamento do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Segundo reportagem do jornal Estado de S.Paulo, a AGU argumenta que a ação deveria ser direcionada para a 1ª Vara Federal de Brasília. Para o órgão, a existência de uma ação civil contra o mesmo processo do MPF torna o órgão “prevento”.

A prevenção ocorre quando um juiz é designado, e não sorteado, para atuar em um caso. Nesses casos, o magistrado já tomou decisões em processos semelhantes à nova ação. No caso de Salles, a AGU aponta que a Procuradoria questionou, em maio deste ano, um despacho do Ministério do Meio Ambiente que embasa parte da nova ação contra o ministro.

Leia a íntegra na Fórum. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email