Alcolumbre não vai a convescote de senadores com Moro

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), não compareceu a jantar oferecido por membros da Casa ao ex-juiz e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro

(Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), não compareceu a jantar oferecido por membros da Casa ao ex-juiz e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. 

Um dia antes, Alcolumbre afirmou que, se um parlamentar sofresse as mesmas acusações de Moro, já estaria cassado ou preso.  

O jantar foi oferecido a Moro para mobilizar apoio ao projeto anticrime na CCJ (Comissão de Constituição de Justiça) do Senado antes do recesso de julho.   

Os aliados de Moro querem demonstrar que ele continua tendo apoio político, mesmo depois da revelação das conversas em que aparece como manipulador do processo que levou à condenação do ex-presidente Lula em conluio com procuradores.   

O relator do projeto anticrime, senador Marcos do Val (PPS-ES) reconhece que a missão de aprová-lo não é fácil.

As informações são de Monica Bergamo na Folha de S.Paulo

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247