Amoedo critica ataque da Secom a Adnet e internautas lembram de seu voto em Bolsonaro

João Amoedo, que foi candidato do Partido Novo à presidência da República em 2018 criticou a Secretaria de Comunicação do governo Bolsonaro pelos ataques ao humorista Marcelo Adnet. Internautas, porém, não perdoam seu bolsonarismo

João Amoedo e Marcelo Adnet imitando Mario Frias
João Amoedo e Marcelo Adnet imitando Mario Frias (Foto: Divulgação | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "É inadmissível a secretaria de comunicação do governo, um órgão oficial que vive às custas dos nossos impostos, criticar e tentar restringir a liberdade de expressão de @MarceloAdnet. Se não há pautas relevantes para divulgar, deveriam cortar custos na estrutura da secretaria", escreveu Amoedo no Twitter.

Mas os internautas não perdoam o apoio que o ex-candidato do Novo deu a Jair Bolsonaro. "A culpa também é tua deles estarem no poder", escreveu uma internauta, também no Twitter. 

"Hahahaha , para com isso, o senhor aumentou muito sua rejeição e a cada post, só vejo pessoas lhe repudiando... Pensa um pouco caso ainda queira algo junto ao povo. Se toca. Meu Deus. E pensar que cogitei meu voto no senhor? Jesus, Maria José", é outra mensagem que exemplifica o quanto as pessoas não esquecem o voto de Amoedo em Bolsonaro. 

"Embrulha que o filho é teu", disse outro.  

"Lembrando que tem o seu dedinho e até o ano passado o seu apoio incondicional", diz outra mensagem.

O secretário de Cultura do governo Jair Bolsonaro, usou as redes sociais para atacar o humorista Marcelo Adnet  após ter sido parodiado por ele em decorrência de um vídeo publicado pela Secretaria de Comunicação (Secom) anunciando uma ‘bela e grandiosa” série sobre a história do Brasil. Em sua conta no Instagram, Frias chama Adnet de “garoto frouxo e sem futuro”, “criatura imunda”, “crápula” e “Judas”. Leia aqui no Brasil 247.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email