Apesar das ofensas de Weintraub e Eduardo Bolsonaro, China negocia com Brasil venda de equipamentos médicos

Maior produtor de máscaras e de respiradores no mundo, e com excesso de demanda internacional, a China negocia com o Brasil o envio desses equipamentos, apesar do atrito diplomático motivado pelas mensagens ofensivas e racistas do filho de Jair Bolsonaro e o ministro da Educação ao país asiático

Eduardo Bolsonaro e Abraham Weintraub
Eduardo Bolsonaro e Abraham Weintraub (Foto: Reuters | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os dois recentes atritos diplomáticos entre Brasil e China motivados por mensagens racistas e anti-China por parte do deputado Eduardo Bolsonaro e do ministro da Educação, Abraham Weintraub, criam dificuldades adicionais, além das que são próprias do mercado comercial, para a exportação da China ao Brasil de equipamentos indispensáveis ao combate à pandemia do coronavírus. 

Nesta terça-feira (7), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, afirmaram, em conversa telefônica, que ambos estabeleceram reforço na colaboração bilateral, especialmente entre os Ministérios da Saúde da China e do Brasil para combater o coronavírus.

Segundo Wanming, o acordo entre os dois países será para o compartilhamento de experiências sobre a covid-19 e no "enfrentamento conjunto desse desafio global."

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Tang, diz que há uma guerra comercial de vida ou morte por esses produtos, pois o mundo inteiro está brigando para comprá-los e os fabricantes chineses estão pedindo pagamento antecipado, informa o UOL

As postagens de Eduardo Bolsonaro e Abraham Weintraub acrescentaram obstáculos políticos a essas dificuldades de mercado. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email