Após 13 anos em queda, hanseníase volta a crescer no Brasil

Segundo o Ministério da Saúde, 28.657 pessoas receberam o diagnóstico da doença em 2018; em 2016, esse número foi de 25.214, um crescimento de 14% em dois anos após mais de uma década de queda

(Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

247 - Doença alvo de muito preconceito, a hanseníase voltou a crescer no Brasil após 13 anos em queda, apontam dados do Ministério da Saúde pesquisadoes pela Folha de S.Paulo.

Em 2018, 28.657 pessoas receberam o diagnóstico da doença. Em 2016, esse número foi de 25.214, um crescimento de 14% em dois anos após mais de uma década de queda, apontam a reportagem.

Mato Grosso foi o estado com maior salto de diagnósticos (76%) em dois anos. Rondônia (56%) foi o segundo. Outros estados que tiveram alta entre 27% e 35% foram Paraíba, Rio de Janeiro, Alagoas, Rio Grande do Norte e Roraima.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247