Após condenação de Lula, Eduardo Bolsonaro defende extinção do PT

Não é a primeira vez que a família Bolsonaro e seu exército digital pedem a extinção do PT, porém desta vez o ataque partiu do plenário da Câmara dos Deputados; "Acho que os petistas tinham que sair do partido e extingui-lo. Alguns já saíram, se movimentaram, os que têm vergonha na cara. Outros, deslavados, insistem em combater a realidade aqui de que o PT é o partido da ética", disse o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)

Após condenação de Lula, Eduardo Bolsonaro defende extinção do PT
Após condenação de Lula, Eduardo Bolsonaro defende extinção do PT

247 - O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) atacou mais uma vez o Partido dos Trabalhadores. Ao invés de usar as redes sociais, como usualmente faz, desta vez o filho do presidente promoveu o ataque no plenário da Câmara dos Deputados na tarde desta quarta-feira (6).

Ao comentar a decisão da juíza Gabriela Hardt, que condenou o ex-presidente Lula a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo sobre o sítio em Atibaia, Eduardo defendeu que o PT fosse extinto.

"Acho que os petistas tinham que sair do partido e extingui-lo. Alguns já saíram, se movimentaram, os que têm vergonha na cara. Outros, deslavados, insistem em combater a realidade aqui de que o PT é o partido da ética", disse o parlamentar.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247