Após nova baixa no MEC, Velez revoga portaria que suspendia avaliação de alfabetização

Após a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Tania leme de Almeida, pedir exoneração do cargo nesta segunda-feira (25), o ministro Ricardo Veléz Rodrigues revogou a portaria que suspendia a avaliação de alfabetização e que, segundo decisão anterior, só voltaria a ser realizada em 2021; saída de Tania do MEC, foi a terceira baixa no primeiro escalão do MEC desde o início do governo Bolsonaro

Após nova baixa no MEC, Velez revoga portaria que suspendia avaliação de alfabetização
Após nova baixa no MEC, Velez revoga portaria que suspendia avaliação de alfabetização (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Tania leme de Almeida, pedir exoneração do cargo nesta segunda-feira (25), o ministro Ricardo Veléz Rodrigues revogou a portaria que suspendia a avaliação de alfabetização e que, segundo decisão anterior, só voltaria a ser realizada em 2021. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (26).

A saída de Tania do MEC,  foi a terceira baixa no primeiro escalão do MEC desde o início do governo Bolsonaro. Alvo de ataques pela ala ligada ao guru ideológico do presidente Jair Bolsonaro, o astrólogo Olavo de Carvalho, Tania disse que não foi previamente consultada sobre a suspensão da avaliação de alfabetização e usou as redes sociais para criticar as iniciativas do governo.

"Não deveria haver política pública sem métrica e sem avaliação. A interrupção intempestiva de uma série histórica poderia vir a ter consequências indesejáveis sobre a análise de evidências e o balizamento de ações em todo território nacional", escreveu nas redes sociais.
O pedido de suspensão da avaliação foi feito pelo secretário de Alfabetização Carlos Nadalim.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247