"As forças armadas são um poço sem fundo de recursos públicos", diz professor Manoel Domingos

‘Não obstante não estarem cumprindo sua finalidade, eles querem sempre mais dinheiro. As Forças Armadas são um poço sem fundo de recursos públicos’, afirma Manoel Domingos Netos, um dos maiores especialistas em Forças Armadas no Brasil. Assista

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

 247 - No Giro das 11 da última sexta-feira (28), Manoel Domingos Neto, professor visitante da Universidade Federal do Piauí e um dos maiores especialistas em Forças Armadas no Brasil, criticou a o Exército e as demais Forças por má utilização dos recursos que lhes são alocados.

“Não obstante não estarem cumprindo sua finalidade, eles querem sempre mais dinheiro. Qualquer crítica ou reclamação que se faça, eles dizem que falta dinheiro. Veja bem, as Forças Armadas são um poço sem fundo de recursos públicos”, disse ao jornalista Mauro Lopes e ao colunista Jeferson Miola.

“A discussão política pouco explora esses aspectos, pois pouco se conhece. Não existe jornalismo especializado nisso”, acrescentou o especialista. 

PUBLICIDADE

Manoel ainda notou a completa incapacidade do Exército de se defender de potenciais invasões externas. 

“Quem é organizado para dar conta da ordem é o Exército. Mas o Exército não está preparado para brigar com estrangeiros, ele não tem capacidade de dissuasão efetiva contra quem possa ameaçar a soberania brasileira”. 

PUBLICIDADE

"O Brasil está sem defesa alguma. As Forças Armadas se metem na política, mas são completamente incompetentes para defender o Brasil", completou.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email