Atacado, Kassab diz que Bolsonaro quer 'lutar na lama'

“Talvez a única especialidade dele seja brigar e tentar levar as pessoas para lutar na lama”, respondeu o presidente do PSD, Gilberto Kassab

Jair Bolsonaro / Gilberto Kassab
Jair Bolsonaro / Gilberto Kassab (Foto: Abr)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, reagiu contra os ataques de Jair Bolsonaro nesta quinta-feira, 25. “Talvez a única especialidade dele seja brigar e tentar levar as pessoas para lutar na lama”, disse Kassab contra Bolsonaro, em entrevista ao Estadão/Broadcast.

Mais cedo, em entrevista, Bolsonaro disse que Kassab queria a volta do ex-presidente Lula (PT) ao poder. O presidente do PSD foi ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações durante o governo Michel Temer (MDB).

“Antes do Marcos Pontes, quem era o ministro da Ciência e Tecnologia? Não sabia a diferença entre gravidade e gravidez. Era o senhor Kassab. Olha o que ele faz hoje em dia. Está colado no Lula. Quer a volta do Lula. Com a volta do Lula, vai ser ministro, vai pegar a Caixa Econômica para ele administrar", provocou Bolsonaro.

PUBLICIDADE

Já Kassab declarou que não vai polemizar com o chefe do Executivo. “Vou continuar fazendo o trabalho como sempre fiz, pelo bem do Brasil, com espírito público e seriedade”, afirmou. “Quanto ao meu desempenho como ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicação, basta consultar especialistas da área, na qual sou muito elogiado”.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email