Auxiliares de Moro começam a deixar os cargos

Luiz Pontel, secretário-executivo e responsável pela gestão da pasta, e Fabiano Bordignon, diretor do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), comunicaram a saída

(Foto: Divulgação/Ministério da Justiça)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça está provocando a debandada de assessores. 

Dois auxiliares próximos já anunciaram que também vão deixar os cargos: Luiz Pontel, secretário-executivo e responsável pela gestão da pasta, e Fabiano Bordignon, diretor do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), ambos oriundos da Polícia Federal, já comunicaram a saída internamente.

Luiz Pontel era o braço direito de Moro e no Caso Banestado atuou como delegado na prisão do doleiro Alberto Youssef, que uma década depois viria a se tornar um dos primeiros delatores da Lava Jato.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247