Bendine se diz alvo de vingança da Odebrecht

Preso pela Lava Jato, o ex-presidente da Petrobras e do banco do Brasil Aldemir Bendine afirma que as acusações da Odebrecht contra ele são uma vingança da empreiteira;  Bendine alega ter sido delatado pela Odebrecht porque tomou medidas rígidas contra a empresa ao assumir a Petrobras

O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, divulga balanço contábil do segundo trimestre de 2015, na sede da companhia, no Rio (Tomaz Silva/Agência Brasil)
O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, divulga balanço contábil do segundo trimestre de 2015, na sede da companhia, no Rio (Tomaz Silva/Agência Brasil) (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente da Petrobras Aldemir Bendine pretende prestar depoimento à Lava-Jato e se defender das acusações da Odebrecht. Ele foi preso na última quinta-feira, na 42ª fase da operação, depois de ter sido delatado pela empreiteira.

O empresário Marcelo Odebrecht e Fernando Reis, um dos executivos do grupo, disseram ter sido achacados pelo publicitário André Gustavo Vieira — que pediu propina de 1% na liberação de um empréstimo de R$ 1,7 bilhão pelo Banco do Brasil e recebeu R$ 3 milhões em espécie —, que falava em nome de Bendine, ex-presidente do banco.

O advogado Pierpaolo Bottini, defensor de Bendine, afirmou que ele vai esclarecer todos os pontos apresentados pelos investigadores. Bendine alega ter sido delatado pela Odebrecht porque tomou medidas rígidas contra a empresa ao assumir a Petrobras. Ele chegou ao cargo em 2015, nomeado por Dilma Rousseff, com a missão declarada de sanear a estatal, àquela altura já no centro do escândalo da Operação Lava-Jato.

As informações são de reportagem de Cleide Carvalho e Gustavo Schmitt em O Globo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247