Bolsonaristas mantêm entidade com falsa ligação com a ONU

Reportagem da Ponte mostra que ‘Parlamento Mundial de Segurança e Paz’ deixou de integrar instituições da ONU em janeiro, mas ainda entrega honrarias em nome da entidade internacional

Diploma de Embaixadora da Paz de Veruska Rodrigues
Diploma de Embaixadora da Paz de Veruska Rodrigues (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Arthur Stabile, Jeniffer Mendonça e Paloma Vasconcelos (Ponte) - Uma instituição brasileira chamada Parlamento Mundial de Segurança e Paz, na sigla em inglês WPO (World Parlament of Security And Peace), vem premiando pessoas em nome da ONU (Organização das Nações Unidas) sem ter ligação com a entidade internacional. Uma das medalhas entregues pela entidade traz erros a palavra em inglês word (palavra) escrita no lugar de world (mundo).  

Desde janeiro de 2019, o grupo não faz mais parte da lista de instituições vinculadas à organização mundial, mas usa o falso vínculo na entrega de honrarias. Uma de suas integrantes, Veruska Rodrigues, concorreu nas eleições de 2018 pelo PSL (Partido Social Liberal), partido do presidente Jair Bolsonaro.  

Veruska, autointitulada “Embaixadora Humanitária da Paz pela ONU”, continua homenageando pessoas com o título “Benfeitor da Humanidade” em nome da Organização das Nações Unidas. É possível confirmar a retirada da WPO do site da ONU, conforme a própria Organização informou à Ponte. A WPO entrou na lista do Pacto Global em 2015 e foi desligada no começo de 2019 por não comunicar seus progressos, segundo a entidade internacional.

Curiosamente, ao propagandear uma ligação imaginária com a ONU, Veruska mostra uma admiração pela organização internacional que nunca foi compartilhada pelo atual presidente. Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro ameaçou deixar a entidade caso eleito. “Não serve para nada essa instituição”, disse o então candidato, chamando os integrantes do grupo de “comunistas”. Uma vez eleito, porém, deixou esses planos de lado.

Leia na íntegra na Ponte

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247