Bolsonaristas reviram lixo do Alvorada para identificar e atacar jornalistas

Dois homens vestindo camisetas com a inscrição “direita raiz” remexeram o lixo em busca de notas fiscais de serviços de entrega de comida para responsabilizar os jornalistas que fazem plantão no local pela sujeira

Palácio da Alvorada
Palácio da Alvorada (Foto: EBC)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Apoiadores do governo Jair Bolsonaro reviraram, neste domingo (10), as latas de lixo instaladas em frente à sala de imprensa do Palácio da Alvorada para promover ataques aos jornalistas que trabalham no local. 

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, dois homens vestindo camisetas com a inscrição “direita raiz” remexeram o lixo para buscar notas fiscais de serviços de entrega de comida e identificarem os jornalistas que fazem plantão no local. Apesar do local ser considerado de acesso restrito, a segurança, de responsabilidade do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), não realizou nenhum tipo de abordagem. 

“Eles não valorizam, não têm capacidade sequer para zelar pela higiene e pela limpeza. E é por isso que quando falam que esta mídia é porca, suja, é nos dois sentidos. Eu pensei que era só em um, mas é literalmente também”, disse um dos homens em um áudio gravado pela reportagem. 

Um outro áudio dá conta de que os bolsonaristas queriam identificar os jornalistas para acusa-los de fazerem a sujeira. “Não tem o nome da pessoa aqui [na nota fiscal]. Mas, enfim, querendo ou não, isso é um descaso com o meu dinheiro, com o seu dinheiro, é um descaso com o nosso patrimônio porque isso tudo aqui é sustentando com o dinheiro dos nossos impostos”, diz o homem que não foi identificado. 

O lixo estava acondicionado corretamente até às 10h da manhã , quando ocorreu o incidente. Somente após a saída dos bolsonaristas um segurança se dirigiu aos repórteres para se inteirar do ocorrido. Ao ser informado, ele foi até a área reservada para os apoiadores  e pediu que o vídeo gravado por eles fosse apagado.  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247