Bolsonaro acha que ganha no Senado votação sobre controle de verbas, mas teme reação na Câmara

O veto de Bolsonaro a um trecho da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2020 gerou uma crise política com o Legislativo. A acusação do general Heleno de que o Congresso faz "chantagem" com o governo acirrou os ânimos

(Foto: Marcos Corrêa/PR | Beto Barata/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O veto de Jair Bolsonaro a um trecho da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2020 que dava mais poderes aos parlamentares de utilizar verbas do Orçamento, gerou uma crise política entre os poderes Executivo e Legislativo. O pomo da discordia é o controle de R$ 30,1 bilhões. 

O governo considera que pode obter uma vitória no Senado na votação sobre o veto nesta terça-feira (3), mas teme reação da Câmara. 

A votação sobre o veto poderá jogar ainda mais combustível no incêndio da crise entre os poderes, com novos desdobramentos políticos e institucionais e influenciar as manifestações convocadas por bolsonaristas para 15 de março pedindo o fechamento do Congresso. 

As informações são da Folha de S.Paulo

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247