Bolsonaro apela que brasileiros usem verde-amarelo em defesa da Amazônia no 7 de setembro

Jair Bolsonaro lembrou que Collor também fez o mesmo apelo e "se deu mal", mas disse que não acontecerá o mesmo agora, por não se tratar da defesa de um governo ou uma pessoa

(Brasília - DF, 28/08/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. \rFoto: Carolina Antunes/PR
(Brasília - DF, 28/08/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. \rFoto: Carolina Antunes/PR (Foto: Carolina Antunes)

247 - Vendo a sua popularidade derreter nas pesquisas, Jair Bolsonaro decidiu apelar e convocou os brasileiros a saíram às ruas no dia 7 de Setembro vestindo verde e amarelo para mostrar que "aqui é o Brasil" e que "a Amazônia é nossa".

"A gente apela para quem está nos ouvindo, para quem está em Brasília, quem por ventura estiver no Rio de Janeiro, em São Paulo, que compareça de verde e amarelo. Eu lembro que lá atrás um presidente falou isso e se deu mal. Mas não é o nosso caso. Nosso caso é o Brasil", disse ele durante cerimônia, no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (3), de lançamento da “Semana do Brasil”, uma campanha publicitária para incentivar descontos e promoções durante os dia 6 e 15 de setembro, como parte da comemoração do Dia da Independência.

Bolsonaro se refere ao ex-presidente Fernando Collor, que também conclamou os brasileiros a vestirem verde-amarelo, mas "se deu mal", pois a população saiu de preto em protesto ao governo.

Enquanto a Amazônia está em chamas com queimadas provocadas por fazendeiros e grileiros, Bolsonaro disse que os brasileiros devem vestir verde e amarelo para defender a floresta. "Não é para me defender, ou defender quem quer que seja. É para mostrar para o mundo que aqui é o Brasil. Que a Amazônia é nossa", garantiu.

Com informações do jornal O Globo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247