Bolsonaro compra com cargos aprovação do filho à embaixada dos EUA no Senado

O ocupante do Palácio do Planalto iniciou uma operação de compra de votos no Senado visando a votação de seu filho Eduardo como embaixador nos Estados Unidos e de outros temas de interesse do governo que estão pendentes de aprovação na Câmara Alta

Davi Alcolumbre
Davi Alcolumbre (Foto: Ag. Brasil)

247 - Jair Bolsonaro iniciou uma operação de compra de votos no Senado visando a votação de seu filho Eduardo como embaixador nos Estados Unidos e de outros temas de interesse do governo que estão pendentes de aprovação na Câmara Alta.  

Reportagem do jornalista Julio Wiziack na Folha de São Paulo aponta que Jair Bolsonaro cedeu ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a escolha de dois conselheiros do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). 

Na alça de mira do Planalto estão a condução da reforma da Previdência no Senado e a sabatina de Eduardo Bolsonaro.   

Ainda segundo a reportagem, Bolsonaro visa também enfraquecer o ministro da Justiça, Sergio Moro, e dar um recado ao Ministério de que é ele quem comanda o governo.   

"Em maio, os ministros Moro e Paulo Guedes (Economia) enviaram ao Senado duas indicações para o Cade sem consultar Bolsonaro e Alcolumbre. Guedes indicou Leonardo Bandeira Rezende e Moro, Vinícius Klein", indica a reportagem.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247